Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.

VITÓRIA - marketing | branding | Mentoring

Posicionamento e Branding

"Ou nós encontramos um caminho, ou abrimos um."   Aníbal

Os historiadores o chamam de “pai da estratégia”. Os inimigos o admiravam e o chamavam de “o maior dos generais”. O mais ativo general da Segunda Guerra Púnica, que na época levou a cabo uma das façanhas militares mais audazes da Antiguidade: Aníbal e seu exército atravessaram os Pirineus e os Alpes, arrastando consigo um arsenal que continha até elefantes de guerra. Seu objetivo: conquistar o norte da Itália, onde derrotou os romanos em grandes batalhas. O seu movimento foi brilhante. Manteve por mais de uma década, com escassos reforços, um exército em território italiano. Não chegou a capturar Roma, pois o seu grande objetivo era obrigá-la a render-se. Seu legado militar mereceu reconhecimento de militares como Napoleão. As suas ousadas táticas ainda hoje são estudadas em academias militares.

Como uma empresa ou os produtos que comercializa são percebidos no mercado?

Se a resposta a essa questão mostrar que existe divergência entre o pensamento da corporação e o que o cliente percebe, está mais do que na hora de fazer um alinhamento.

O dinamismo do mercado provoca ações agressivas dos concorrentes, os quais, ao se reposicionarem, acabam nos levando para um estágio indesejável, anulando todo o esforço até então desenvolvido.

A evolução do Marketing para o Branding propõe uma revisão na aplicação de conceitos na gestão dos negócios. Na sua essência, a organização deve ser vista sob a ótica do cliente.

Mais que um nome ou um elemento gráfico representativo de uma organização ou produto, a marca pode se tornar uma plataforma completa para planejar, desenhar e entregar valor superior aos clientes-alvo.

Mas se o foco estiver desajustado, não adianta insistir baseado em velhos modelos. A organização tem que ser repensada sob a ótica do cliente.

A Vitória busca entender o negócio de cada cliente e mobiliza muito esforço para posicioná-lo adequadamente. E esse posicionamento certamente contribui para formar a sua reputação no mercado.

Assim ajustada, a organização poderá agir em sintonia com a sua essência, de maneira integrada e inovadora na busca de relações de qualidade com todos os públicos de seu interesse (clientes, fornecedores, colaboradores, etc.) visando alcançar uma performance superior sustentável, por meio do entusiasmo de funcionários e encantamento de clientes.