Marketing Integrado

"A melhor forma de se fazer presente no futuro é inventando-o agora."   Alan kay

Graduado em matemática e biologia molecular pela Universidade do Colorado, foi pioneiro nos estudos da computação pessoal e programação orientada a objetos e interface gráfica. Na década de 1960, ainda como estudante na Universidade de Utah (onde se tornou PhD), deu suas primeiras contribuições ao postular que o computador ideal deveria funcionar como um organismo humano. Defendeu que cada “célula”, mesmo tendo funcionamento autônomo, deve ter capacidade de “conversar” com as demais para desenvolver funções mais complexas – visão sistêmica. Foi precursor dos estudos sobre o computador pessoal e concebeu o laptop. Pesquisou nos Laboratórios de Inteligência Artificial do MIT e de Stanford, foi consultor do centro de pesquisas da Xerox, cientista chefe da Atari, associado da Apple Computer, da Walt Disney Imagineering e também pesquisador da HP. Em 2003 foi reconhecido com o Prêmio Turing – prêmio Nobel da Computação. Os grandes visionários não ficam esperando acontecer. Definem caminhos, traçam objetivos e os perseguem com muita determinação. Invente o seu futuro. E depois, crie o salutar hábito de “convidar” a organização para lá se fazer presente.

As novas realidades de mercado impõem às organizações duas condições básicas: mudar e se adequar. Por isso a estratégia tem que ser viva e explicitamente focada nos clientes e no ambiente competitivo. De outra forma não conseguirá gerar e manter um nível adequado de conhecimento da concorrência e principalmente da necessidade dos clientes.

Nós da Vitória analisamos o marketing de forma sistêmica e com abrangência maior que a mera responsabilidade a que se propõe uma unidade organizacional ou de uma agência que operacionaliza a comunicação. Por isso, o nosso principal compromisso sempre estará voltado à integração das funções básicas de marketing, trabalhando para ter objetivos claros na busca da sinergia capaz de gerar resultados.

A metodologia de trabalho que adotamos permite a incorporação das várias funções de marketing, força de vendas e propaganda, não somente entre si, mas também com as demais unidades da organização, a fim de que todos os colaboradores percebam e reconheçam a importância do cliente.